Shadow

RISCOS COMUNS DE INVESTIMENTOS

O mundo de investimentos financeiros tem atraído cada vez mais pessoas, uma vez que possuem uma vasta condição e opções para realizar as aplicações de acordo com seu perfil e com o objetivo almejado.

Um exemplo de investimento é o Tesouro Direto, um programa federal criado pelo tesouro Nacional, que conta com diversas opções de títulos e baixo percentual de investimento, o que torna o investimento bastante acessível e seguro.

Obviamente, apesar dos pontos positivos, qualquer aplicação possui riscos e nem sempre da pra fugir deles, mas conhece-los te dará um norte do que fazer e te ajudará a não ficar perdido.

Todos os investimentos envolvem algum grau de risco. Nas finanças, risco refere-se ao grau de incerteza e / ou perda financeira potencial inerente a uma decisão de investimento. Em geral, à medida que os riscos de investimento aumentam, os investidores buscam retornos mais altos para se compensarem por assumir esses riscos.

Todo produto de poupança e investimento tem riscos e retornos diferentes. As diferenças incluem: quão prontamente os investidores podem obter seu dinheiro quando precisam, quão rápido seu dinheiro aumentará e quão seguro será seu dinheiro.

Mas então quais são esses riscos?

Risco de Mercado

Esse risco diz respeito a variação das taxas de juros e câmbio. Podemos dizer que todos os investimentos se encaixam nesse risco uma vez que possuem variação de preços e taxas, a chamada volatilidade.
Os principais tipos de risco de mercado são: risco patrimonial, risco da taxa de juros e risco cambial.

Alterações na taxa de juros podem afetar o valor de um título. Se os títulos forem mantidos até o vencimento, o investidor receberá o valor nominal, acrescido de juros. Se vendido antes do vencimento, o título pode valer mais ou menos que o valor nominal.


O preço de mercado ações varia o tempo todo, dependendo da demanda e da oferta. O risco de patrimônio é o risco de perda devido a uma queda no preço de mercado das ações.

Risco cambial – aplica-se quando você possui investimentos estrangeiros. É o risco de perder dinheiro por causa de um movimento na taxa de câmbio
O aumento das taxas de juros tornará os títulos recém-emitidos mais atraentes para os investidores, porque os títulos mais novos terão uma taxa de juros mais alta que os antigos. Para vender um título mais antigo com uma taxa de juros mais baixa, talvez seja necessário vendê-lo com desconto.
É interessante analisar que embora as ações historicamente tenham proporcionado um retorno mais alto do que os títulos e os investimentos em dinheiro (embora com um nível de risco mais alto), nem sempre é o caso que as ações superam os títulos ou os títulos apresentam risco menor do que as ações.


Tanto as ações quanto os títulos envolvem risco, e seus retornos e níveis de risco podem variar, dependendo do mercado e das condições econômicas prevalecentes e da maneira como são utilizados.
Portanto, embora os fundos na data-alvo geralmente sejam projetados para se tornarem mais conservadores à medida que a data-alvo se aproxima, o risco de investimento existe durante toda a vida útil do fundo.
Para maximizar o retorno e minimizar esse risco o ideal seria diversificar a classe de investimentos.

Risco de Liquidez

Risco de liquidez é a dificuldade ou facilidade de vender um ativo. Para exemplificar podemos comparar uma Lamborguini e um Gol, podemos dizer que o risco de liquidez é menor para o Gol, isso porque é um bem com popular e de valor acessível.

Risco de crédito

Sabe um risco altamente temido? Podemos afirmar que é o risco de crédito, isso porque se refere ao risco de a instituição contratada não honrar com pagamento de uma obrigação.

Nesse quesito, a aplicação em caderneta de poupança é considerada segura uma vez que é garantido pela FGC (Fundo Garantidor de Crédito), com ele você recebe até R$70.000,00 caso a instituição quebre.

Para quem investe diretamente em ativos, o mais importante é se atentar para a qualidade do emissor. Se optar por títulos privados, como as debêntures, é necessário analisar a solidez da instituição e a classificação de risco (rating) de emissão do papel. No caso de títulos públicos, há muito menos com o que se preocupar, já que estes são os ativos mais seguros que existem no mercado.

Com um estoque, você está comprando uma propriedade de uma empresa. Com um título, você está emprestando dinheiro para uma empresa.
Os retornos de ambos os investimentos exigem que a empresa permaneça nos negócios. Se uma empresa falir e seus ativos forem liquidados, os acionistas ordinários serão os últimos da fila a compartilhar os recursos.
Se houver ativos, os detentores de títulos da empresa serão pagos primeiro e depois os detentores de ações preferenciais. Se você é um acionista comum, recebe o que resta, o que pode não ser nada.

Risco Legal

Como o nome sugere, é um risco atrelado a legalidade do negócio, como exemplo podemos citar agentes que não são autorizados a captar aplicações financeiras e o fazem.

Para evitar esse risco é importante procurar instituições renomadas e que estejam autorizadas a captar investimentos.
Quando ouvir promessas de ganhos milagrosos e surreais, sempre desconfie!

Risco de Concentração

O risco de perda porque seu dinheiro está concentrado em 1 investimento ou tipo de investimento. Ao diversificar seus investimentos, você distribui o risco por diferentes tipos de investimentos, setores e localizações geográficas.

Risco de inflação

O risco de perda do seu poder de compra, porque o valor de seus investimentos não acompanha a inflação.
A inflação diminui o poder de compra do dinheiro ao longo do tempo – a mesma quantia comprará menos bens e serviços.


Risco de inflação é particularmente relevante se você possui investimentos em dinheiro ou dívida, como títulos. As ações oferecem alguma proteção contra a inflação, porque a maioria das empresas pode aumentar os preços cobrados de seus clientes.


Compartilhar os preços devem, portanto, subir de acordo com a inflação. Imobiliária também oferece alguma proteção porque os proprietários podem aumentar os aluguéis ao longo do tempo.
Vários tipos de risco precisam ser considerados em vários estágios de investimento e para diferentes objetivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *